segunda-feira, 14 de abril de 2008

CONTOS DE ASSOMBRAÇÃO NO SERTÃO DAS CARRANCAS

A MULHER LOIRA



Certa vez, Maria de Lourdes Garcia entrou na casa da fazenda Leme. Passando em frente a sala de jantar, reparou que na mesa enorme de madeira encontrava-se uma mulher loira escrevendo em um pedaço de papel. Como a mulher estava muito concentrada, Maria passou por ela sem dizer nada.
Chegando na cozinha onde estava muitas pessoas tomando café perguntou:
___Quem é aquela mulher loira que está na sala de jantar?
O pessoal apenas respondeu:
___Que mulher loira?
___Aquela que está escrevendo na mesa da sala de jantar! Respondeu Maria.
Haroldo, Silvia (proprietários da fazenda) e Adão (filho dos proprietários) que estavam na cozinha foram verificar quem era a pessoa que Maria estava falando.
Quando chegaram na sala de jantar, ficaram surpresos, pois na mesma não se encontrava ninguém. Olharam de fora da casa, mas não tinha nenhum sinal da misteriosa mulher loira.

2 comentários:

Rafael disse...

Gustavo,
Gostaria de entrar em contato com você, porém o endereço de e-mail indicado no blog não está funcionando. Você poderia, então, entrar em contato comigo? Meu endereço é rcbotelho @ yahoo.com.br.
Abraço,
Rafael

Blog Paulinho Veloso-Idéias e Fatos disse...

Olá , Gustavo.

Já tinha ouvido falar deste caso. Um amigo meu aqui ao lado que tá conhecendo o blog pergunta se a loura estava gelada (?), caso confirme, segundo ele, provavelmente no inteirim do diálogo na cozinha, a loura foi integralmente bebida, por isso sumiu . Brincadeiras a parte, ouvir estas histórias nas madrugadas frias de Carrancas davam um medo danado !!!